CAIXAS DE ENTRADA MULTIOPERADOR (CAM)

voltar para ITED

A Caixa de Acesso Multioperador (CAM) é uma das novidades introduzidas, que oferece mais uma opção na forma como é efectuado o acesso dos operadores, vindo portanto juntar-se como uma interessante alternativa à caixa CVM. Com a introdução desta caixa passamos a ter 3 possíveis fronteiras ITED (subterrâneas – CAM e CVM, aéreas – PAT).

null
null

Termoplástico

null

Branco

Equipadas com placa de fixação para dispositivo de derivação de PC e de Ligação CC em plástico (Aceita cassete de “splicers” de fibra ou caixa de fibra JSL ref. RC-FO BOX)

Numa perpectiva mais prática, o resurgimento de uma caixa de entrada como a CAM, facilitará a interligação com a rede ITUR, o que se deve principalmente às alternativas de instalação. Esta situação permite ainda eliminar desde logo algumas dificuldades que têm surgido em discusões relacionadas, por exemplo, com os limites das propriedades.

Resistência a Acções Mecânicos Fortes
“ANTI-VANDALISMO”

null

FORTES

As caixas CAM são equipadas com placas de fundo em material autoextinguível e respectivas ferragens, incluido borne de terra.

Não são fornecidas com suportes dos dispositivos de derivação, nem com os respectivos dispositivos.

As possibilidades de instalação da caixa CAM serão as seguintes:

⦁ No muro que limita a propriedade, contíguo à via pública. Além do acesso pelo exterior, é permitida também abertura da CAM para o interior da propriedade, caso seja mais viável. (no caso de uma moradia, temos uma clara semelhança às anteriores caixas do tipo CEMU)

⦁ Esta caixa poderá ainda ser colocada na própria fachada dos edifícios. Neste caso a abertura da CAM será obrigatóriamente para o exterior.

⦁ Instalação saliente ou embebida, não podendo a sua face inferior distar mais que 1,5 m do nível do solo.

SOLICITE MAIS INFORMAÇÕES ATRAVÉS DO FORMULÁRIO DE CONTACTO.
SEREMOS BREVES A DAR-LHE UMA RESPOSTA